Política

  • Início •
  • Blog

Linda critica estudo que recomenda demissão de servidores da Deso: “É enxugar a empresa antes mesmo de entregar de mão beijada à iniciativa privada”

Da redação

11/10/2023


Em entrevista ao programa Sergipe Verdade, da rádio SIM FM, nesta quarta-feira, 11, a deputada estadual Linda Brasil (PSOL) comentou sobre pronunciamento feito por ela na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), onde expôs a possibilidade de demissão de servidores da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso). 

Segundo a deputada, o cenário foi exposto em estudo encomendado pelo Governo do Estado ao BNDES, com vistas à privatização de parte dos serviços da companhia. 

Intitulado “Estruturação de projeto de participação privada para a universalização da prestação de serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário no Estado de Sergipe”, o estudo em questão também gerou manifestação negativa do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos do Estado de Sergipe (Sindisan). 

“O que está acontecendo em relação à Deso é que o Governo do Estado encomendou um estudo onde foi aconselhado a promover demissões em massa, dessas recomendações, a fazer a demissão de quase 1000 empregados da Companhia de Saneamento, a Deso”, disse Linda Brasil. 

A deputada também falou sua perspectiva sobre o estudo e teceu críticas a projetos aprovados na Alese sobre a gestão de serviços pela iniciativa privada. 

“E esse objetivo é enxugar a empresa antes mesmo de entregar de mão beijada à iniciativa privada, como poderá acontecer com os projetos que foram aprovados esse ano, como o PPE, que é um Programa de Parcerias Estratégicas, que quer entregar à iniciativa privada vários serviços públicos, como também, o projeto que a gente aprovou na semana passada sobre as Organizações Sociais (OSs), que além de privatizar a saúde, a educação, também coloca serviços importantes, essenciais para o nosso estado, que é a questão do saneamento básico”, completou. 

Segundo nota divulgada pelo Sindisan, o documento propõe a entrega da operação comercial à iniciativa privada e manutenção da captação e tratamento de água com a Deso. Essa realidade foi avaliada de forma negativa pela deputada Linda Brasil.

“Esse processo de privatização também acaba, de uma certa forma, interrompendo a nossa democracia. Porque, infelizmente, essas empresas que poderão ser contratadas podem também ficar reféns, podem admitir somente pessoas que sejam, infelizmente, indicadas por política. Eu quero que a população sergipana tenha emprego pelas suas condições, que não precisem de uma indicação de um parlamentar. Por isso que a gente é a favor do concurso público, para que a sociedade possa ter seu emprego garantido e não ficar dependente da indicação e, consequentemente, ficar ameaçado”, finalizou. 

A nota do Sindisan também solicita esclarecimentos ao Governo de Sergipe sobre a realização ou não das demissões sugeridas pelo estudo. 

Nosso Twitter @portalfanf1

Nosso Instagram @portalfanf1