O candidato a deputado federal, Manoel Messias Sukita Santos (PTC) informou em entrevista ao Jornal da Fan, na manhã desta quarta-feira, 12, que continuará fazendo campanha e que vai recorrer da decisão do TRE-SE, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (SE).

“Quando eu decidi ser candidato eu sabia de todas as dificuldades que eu enfrentaria e irei enfrentar todas elas”, afirmou.

O Tribunal Regional Eleitoral em Sergipe (TRE/SE) indeferiu, por unanimidade, o registro Manoel Messias Sukita Santos que pleiteia uma candidatura ao cargo deputado federal pela coligação “Coragem Para Mudar Sergipe”. O julgamento, que ocorreu na tarde dessa terça-feira, 11, é resultado de ação de impugnação de registro de candidatura ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral em agosto deste ano.

O candidato Manoel Sukita foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa por possuir condenação criminal transitada em julgado, condenação em segundo grau, condenação por improbidade administrativa e contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União e do Estado de Sergipe. As irregularidades ocorreram na época em que Sukita era prefeito do município de Capela (SE). “Em cifras de 2013, contabiliza-se mais de um milhão em prejuízo aos cofres públicos pelos crimes praticados pelo pretenso candidato”, ressaltou a procuradora regional eleitoral Eunice Dantas.