+55 (79) 99632-2150
Cidades

“Houve negligência no atendimento”, afirma amiga de sergipano que morreu após passar mal em prova do TAF no RN

Publicado em 03/12/2021 as 08:37

Compartilhar:
“Houve negligência no atendimento”, afirma amiga de sergipano que morreu após passar mal em prova do TAF no RN

“Na hora que ele caiu, o vídeo mostra bem, você não ver médico, enfermeira, nada. Houve negligência no atendiemnto. Levaram ele para uma UPA sabendo que ele precisava ser transferido para a UTI de um hospital. É estranho”. Esse é o relato de indignação de Rosângela Souza, amiga da família. Ela conversou ao vivo com a Magna Santana no Jornal da Fan, durante o velório da vítima.

Luan Oliveira Rodrigues, de 29 anos, era sergipano, servidor público e residia em Nossa Senhora do Socorro. Ele realizava o Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, quando passou mal na última quarta-feira, 1º de dezembro. Luan faleceu após dar entrada na UPA de Cidade da Esperança. Segundo familiares, o irmão da vítima assistia a uma live que transmitia o exame no momento exato em que Luan passou mal. 

Parentes de Luan viajaram para o Rio Grande do Norte para realizar a liberação do corpo no IML. “O Estado não resolveu o translado. Tivemos que fazer uma vaquinha. Os exames dele estavam todos normais. Ele estava se preparando para isso. Cadê o Estado para ajudar a família no translado?”, questiona Rosângela.

O tio da vítima, Sanderlan Soares contou que “a família está inconformada pelo atendimento prestado. No vídeo mostra que houve demora para atendimento rápido e diagnóstico do posto. Deveriam ter encaminhado ele para uma unidade competente. Vamos honrar a luta dele. Ele se preparou o ano todo, esquecia festa”.

O corpo será sepultado ainda nesta manhã no Cemitério São João Batista, na capital.

 

Recentes