A 5ª Vara Criminal do Fórum Gumersindo Bessa sediou nessa sexta-feira, 11, o julgamento de José yure Souza Cruz de 21 anos. Ele foi condenado a 17 anos de reclusão em regime fechado pelo assassinato do professor de educação física Filadélfo Brandão de santana de 44 anos.

O crime aconteceu no dia 16 de fevereiro de 2016 na avenida Matadouro, bairro Jardim Centenário, Zona Oeste de Aracaju (SE). José Yure confessou ter assassinado o professor com seis tiros à queima roupa, porque ele estava se relacionando há 20 dias com sua companheira Crislaine Matias de Oliveira.

De acordo com o ministério público nos autos do processo constam as conversas que Yure teria tido com o professor usando o celular de Crislaine para o atrair até o local onde ele foi morto.

Yure foi preso 14 dias depois do crime, antes disso ele já havia sido detido por porte ilegal de arma. Diante da condenação pelo homicídio do professor, a defesa diz que irá recorrer.