Ao contrário do que muitos pensam, o marco zero da cidade de Aracaju (SE) não é na Colina do Santo Antônio, mas sim na Praça General Valadão.

Até o ano de 1855 a capital de Sergipe era a quarta cidade mais antiga do Brasil, São Cristóvão, mas por questões geográficas e econômicas a capital foi transferida aqui para Aracaju. O município é margeado pelo mar e pelo Rio Sergipe, o que facilitava o escoamento da produção açucareira.

O engenheiro militar sebastião José Basílio Pirro foi contratado pelo então presidente da província, Inácio Barbosa para ser o projetista da nova capital, que já tinha povoações na área onde hoje fica a Colina do Santo Antônio e por isso a cidade inicialmente era chamada de santo antônio do Aracaju. Baseado num tabuleiro de xadrez, o desenho de Pirro tinha um quadrado de 32 quadras, cada uma com ruas de 110 metros. tudo a partir da Praça General valadão, se desenvolvendo no sentido sul, rumo a onde hoje fica a avenida barão de maruim.

Aos 164 anos de idade Aracaju ainda guarda muitos aspectos de uma pequena cidade, a começar pelo título de pequena mais charmosa do Brasil, é uma capital acolhedora. Seus moradores tem sempre um sorriso no rosto e muita hospitalidade para receber os que nos visitam, hoje somo mais de 650 mil, homens e mulheres que buscam mudar a realidade política econômica e social do país e que não esquecem de agradecer por desfrutarem de paisagens lindas todos os dias.