Pré-candidata à presidência da República pelo PSTU, Vera Lúcia terá apenas 6 segundos de espaço na TV no horário eleitoral gratuito, mas garante que fará valer os ideais do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) e do Manifesto “Um chamado à rebelião! Um projeto socialista contra a crise capitalista”. E é justamente com esse manifesto lançado no mês de março que a operária e militante histórica do partido (ela está no PSTU desde sua criação, em 1994) pretende desenvolver sua campanha pelo país, compensar o pouco espaço de tempo na TV, obter a vitória nas urnas e reverter a crise de desemprego no Brasil.

Ela defende o não pagamento da dívida pública e que esse dinheiro “que leva quase que 50% do Orçamento da União, seja destinado à realização de obras públicas, grande fonte de geração de emprego”, cita Vera Lúcia que deu entrevista hoje, 04, no Jornal da Fan 1ª edição, Fan FM Aracaju.

Mas os empregos não virão só daí, ressalta a pré-candidata. A redução da jornada de trabalho e a estatização das grandes empresas também fomentariam um enorme potencial de emprego e renda. “Existem cerca de 500 grandes empresas que detêm 70% de toda riqueza do país. Essas empresas serão estatizadas e colocadas em poder dos trabalhadores”, defende Vera Lúcia.

O PSTU defende a tomada do poder pela classe trabalhadora, mas ressaltou que para isso, a classe trabalhadora precisa de organizar para se rebelar “porque com esse congresso que está aí, nada irá mudar. Não há outra saída para nós trabalhadores a não ser lutar. Há um descaso muito grande com os pobres e desempregados. Precisamos criar um novo sistema, o sistema socialista, porque o sistema capitalista está destruído. O Brasil precisa de uma revolução socialista”, pregou.

Vera Lúcia é pernambucana, graduada em Ciências Sociais. Começou a trabalhar como costureira na produção de sapatos aos 19 anos, quando iniciou sua militância sindical. O lançamento oficial da pré-candidatura foi no último dia 21. O vice é o professor de história e militante do movimento negro do estado do Maranhão, Hertz Dias.