Nesta quinta-feira, 7, a defesa do prefeito licenciado de Lagarto (SE), Valmir Monteiro (PSC), fará nova tentativa junto ao Tribunal de Justiça de Sergipe para pedir a revisão da decisão que determinou a prisão preventiva do prefeito, seu genro e mais dois empresários.

Segundo o advogado de defesa, Evânio Moura, será impetrado um agravo regimental, que pedirá a revisão da decisão do desembargador Diógenes Barreto, que caso entenda ser necessária a revisão, encaminhará a decisão para o Pleno do TJ-SE. Esta é uma decisão que pode levar algumas semanas e não altera o quadro atual da política de Lagarto.

Valmir está preso no Presidio Militar em Aracaju (SE) desde o último dia 22 de fevereiro, quando se entregou após não ter sido encontrado por equipes do Deotap e Gaeco durante a Operação Leak, que denunciou os envolvidos por desvio de verbas públicas e lavagem de dinheiro.