Pelo menos duas pessoas morreram e várias outras  ficaram feridas em um tiroteio que aconteceu dentro de uma escola em Parkland, na Flórida, Estados Unidos, nesta quarta-feira, 14. O número de mortos e feridos, no entanto, pode ser ainda maior.  A polícia informou que um suspeito foi detido. Ele foi identificado como um ex-aluno da Stoneman Douglas High School e teria entre 18 e 19 anos.

A polícia permanece na unidade de ensino que tem aproximadamente três mil estudantes e está pedindo que as pessoas evitem transitar na região. Agentes do FBI também acompanham o caso.

Mais cedo imagens de TV mostraram  diversos alunos deixando o prédio, escoltados por agentes da SWAT.

Nas redes sociais, o presidente dos EUA, Donald Trump, comentou o crime. “Nenhuma criança, professor ou qualquer outra pessoa jamais deveria se sentir insegura em uma escola americana”, escreveu no Twitter.