O técnico Tite convocou nesta segunda-feira, 14, os laterais-direitos Fágner e Danilo para a Copa do Mundo da Rússia após perder o experiente Daniel Alves, titular da posição, devido a uma lesão no joelho direito, e confirmou o retorno de Neymar após ausência por contusão.

O treinador divulgou uma lista praticamente sem surpresas dos 23 jogadores que representarão o Brasil no Mundial, uma vez que a ausência de Daniel Alves já havia sido confirmada na semana passada.

Fágner, do Corinthians, larga na frente para assumir a titularidade da posição no Mundial uma vez que foi convocado mais vezes por Tite durante a preparação para a Copa, apesar de ter enfrentado recentemente uma contusão.

Já Danilo tem a seu favor uma carreira consolidada na Europa, onde já atuou por Porto e Real Madrid antes de chegar ao Manchester City, seu atual clube.

A lista também inclui o nome de Neymar, que está sem jogar desde que foi submetido a uma cirurgia no dia 3 de março para corrigir uma lesão sofrida no quinto metatarso do pé direito em jogo do Paris Saint-Germain no dia 25 de fevereiro.

Espera-se que o jogador volte a treinar nos próximos dias, a tempo de participar da preparação da seleção brasileira no centro de treinamentos da CBF na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), a partir da semana que vem.

O Mundial da Rússia começa em 14 de junho, e o Brasil fará sua estreia no dia 17 contra a Suíça. A seleção enfrentará ainda na primeira fase Costa Rica e Sérvia.

Veja a lista de convocados:

Goleiros: Alisson (Roma), Éderson (Manchester City) e Cássio (Corinthians)

Defensores: Danilo (Manchester City), Fágner (Corinthians), Geromel (Grêmio), Filipe Luís (Atlético de Madri), Marcelo (Real Madrid), Marquinhos (PSG), Miranda (Inter de Milão), e Thiago Silva (PSG)

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Fernandinho (Manchester City), Fred (Shakhtar Donetsk), Paulinho (Barcelona), Philippe Coutinho (Barcelona), Renato Augusto (Beijing Guoan), Willian (Chelsea)

Atacantes: Douglas Costa (Juventus), Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Taison (Shakhtar Donetsk) e Neymar (Paris Saint-Germain)

Por Reuters