Aconteceu nesta quarta-feira, 3, a V Conferência Municipal da Saúde de Rosário do Catete, com o tema, ‘Democracia e Saúde: Saúde com Direito e Consolidação e Financiamento do SUS’. A programação foi realizada no Centro de Idosos, da Secretaria da Assistência e do Desenvolvimento Social, com a apresentação do coral das crianças assistidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos(SCFV).

A Conferência convocada conjuntamente pelo prefeito, através da Secretaria Municipal da Saúde e pela presidente do Conselho da Saúde, tem como objetivo geral, avaliar as ações desenvolvidas, e propor novas para a implementação das políticas públicas de saúde em nosso município.

Ela é o espaço amplo e democrático de reflexão, discussão e articulação coletivas em torno de propostas e estratégias que apontam diretrizes para as várias políticas setoriais envolvidas.

Participaram da solenidade de abertura a representante do Conselho Estadual da Saúde, conselheira Núbia Santana, o prefeito Vino Barreto, a presidente do Conselho Municipal, Sinelma Figueiredo da Cruz, a secretária da Saúde, Marilene Dórea, o vereador George Santana, a representante dos Trabalhadores, Gildete Santos e a dos usuários do SUS, Mara Celi Santos.

No pronunciamento, o prefeito Vino Barreto destacou que na administração dele a Saúde tem sido prioridade e apresentou dados. “Segundo levantamento do Conselho Federal de Medicina(CFM), Rosário foi o município sergipano que mais investiu em Saúde por habitante em 2017, superando grandes cidades como Aracaju e Socorro. Dos recursos arrecadados, aplicamos 22% na Saúde, quando o mínimo exigido é 15, ou seja, colocamos 8% a mais. Só esses números provam o quanto valorizamos a saúde dos rosarenses”.

Vino também aproveitou, para lamentar de público, que opositores estejam se aproveitando de pessoas que necessitam de cirurgias eletivas para desgastar a imagem a gestão dele. “Eles sabem que não é competência dos municípios realizarem cirurgias e exames de média e alta complexidades, esses procedimentos são com o Governo do Estado, mas por interesses eleitoreiros, atribuem a mim”, esclareceu o prefeito.

A secretária da Saúde, Marilene Dórea, que já prestou serviço em outros municípios, reconheceu a dedicação do prefeito Vino com a saúde dos moradores de Rosário e reforçou para a plateia o papel de cada ente público no SUS.

A presidente do Conselho Municipal, Sinelma Figueiredo agradeceu à comissão organizadora da Conferência e desejou a todos um bom aproveitamento do espaço democrático para o fortalecimento do SUS. A representante dos trabalhadores em Saúde, Gildete Santos manifestou alegria pela participação dos colegas, pois com as sugestões dadas eles podem melhorar a prestação de serviço deles à comunidade.

O vereador George Santana, que representou a Câmara de Vereadores, lamentou a baixa participação dos moradores, “pois em vez de ficarem reclamando e criticando nos grupos de WhatsApp, deviam estar na Conferência que é o local legal e adequado para se reivindicar”. A representante dos Usuários, Mara Celi Santos também reconheceu que “os pacientes do SUS de Rosário do Catete não são muito participativos, e que a Saúde não está bem no Brasil como um todo”.