Um projeto entre a Universidade Tiradentes e a Segrase vai digitalizar todas as 100 edições do Diário Oficial do Estado de Sergipe em até oito anos. Em um ano e quatro meses de trabalho, dez anos de edições já foram digitalizadas.

O projeto Hemeroteca é desenvolvido por alunos e professores do curso de Ciências da Computação da Unit e equipe técnica da Segrase que fazem a digitalização em ordem inversa (dos dias atuais para os anos anteriores).

De acordo com o coordenador do grupo de pesquisa, professor Fábio Gomes, a estimativa é que o projeto dure três anos. “Firmamos a parceria em agosto de 2017, mas pelo volume documental, teremos de ter mais algum tempo. Nossa previsão é completar tudo em no máximo oito anos”, explica professor Fábio Gomes.

A Segrase oferece três bolsas para alunos que devem ser dos cursos de Computação da Unit, possuir conhecimentos básicos e participar das pesquisas do grupo. Este ano, dois alunos se formarão e serão abertas duas novas vagas.

Atualmente, o Diário Oficial pode ser acessado pelo site da Segrase em formato PDF, mas somente as publicações a partir do ano de 2012 estão disponíveis. A expectativa é que com esta parceria, todas as edições sejam disponibilizadas à população.

Para o coordenador técnico da hemeroteca da Segrase, Wallace Douglas, o acesso do público às informações disponibilizadas no Diário Oficial será facilitado. “A maioria do público que busca o documento são acadêmicos ou servidores públicos. A digitalização possibilitará que as informações também cheguem até algumas pessoas que antes não tinham este acesso”, avalia.