Integrantes do Comitê de Gerenciamento de Crise da prefeitura de Aracaju (SE), reuniram-se, na tarde dessa sexta-feira, 29, na sede da Capitania dos Portos de Sergipe, com o capitão de fragata Alessandro Black. No encontro foi discutida as situações apresentadas em três áreas do município de Aracaju que ocasionam transtornos à população com a chegada do período de chuvas mais fortes.
O acúmulo de areia próximo a entrada do rio Poxim nas regiões do bairro Treze de Julho e Praia Formosa que interfere, diretamente, no escoamento das águas do canal da avenida Anísio Azevedo, foi um dos temas tratados pelos gestores, bem como a atuação dos órgãos municipais para amenizar os efeitos dos alagamentos na localidade.
A segunda região analisada foi a referente ao bairro Coroa do Meio, no que diz respeito a redução do nível do rio Sergipe e o impacto das águas do estuário naquela localidade. A ação do rio Poxim nos conjuntos JK e Santa Lúcia, no bairro Jabotiana, no tocante ao nível do canal que margeia as duas unidades habitacionais, também foi pauta da reunião.
Previsão de chuva

O secretário municipal da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida,  também reuniu a equipe da Defesa Civil de Aracaju para alinhar estratégias.

Entre as providências adotadas, de maneira preventiva, está o comunicado da previsão, além de outras orientações, aos ocupantes do prédio da antiga Clínica Santa Maria, no bairro Siqueira Campos, assim como aos moradores de condomínios localizados no bairro 17 de Março.

Diante de situações de risco, a população pode acionar a Defesa Civil, 24h por dia, através do número emergencial 199. “Esperamos que as chuvas ocorram sem provocar grandes transtorno, porém, diante das necessidades, estaremos preparados para adotar as medidas cabíveis”, finalizou Luís Fernando Almeida.