A festa de aniversário de José Tiago terminou na cela da delegacia regional de Itabaiana, região Agreste de Sergipe. Ele é investigado pela morte de pelo menos três pessoas envolvidas direta ou indiretamente no processo que culminou na sua condenação a 14 anos de prisão por roubo majorado.

José Tiago dos Santos estava foragido, mas nesta quinta-feira, 16, foi localizado e preso na Praia de Pajuçara, em Maceió (AL), enquanto comemorava 29 anos com a família.

Tiago, preso em Maceió. Foto SSP

“O mandado de prisão foi cumprido por policiais civis da delegacia regional de Nossa Senhora da Glória e da Divisão Especial de Investigação e Capturas de Alagoas (Deic)”, explicou o delegado Eurico Nascimento que investiga o caso.

Operação Fazendinha – Tiago, que é conhecido como “Tiago da Fazendinha”, teria sido preso anteriormente pela mesma equipe de policiais civis, quando foi deflagrada a “Operação Fazendinha”, na zona rural do município de Ribeirópolis.

O delegado informou que Tiago foi indiciado por associação criminosa e preso com euro, dólar e com uma arma de fogo registrada e roubada de uma de suas supostas vítimas. Por este delito, ele foi condenado a mais de 14 anos de prisão, por crime de roubo majorado. “As pessoas foram comparecendo à delegacia e reconhecendo os pertences roubados”, disse o delegado.

Vingança – Mas, Tiago dizia na cadeia que os seus delatores seriam mortos “e coincidentemente, ou não, essas pessoas foram assassinadas”, falou o delegado.

Os homicídios foram ocorrendo no município de Ribeirópolis, cidade, onde o delegado Eurico Nascimento era titular na época. Hoje ele comanda a delegacia regional de Nossa Senhora da Glória, para onde Tiago foi inicialmente conduzido nesta quinta.

Tiago, segundo o delegado, não seria o autor dos homicídios, mas o mandante.