A sexta-feira, 15, começou com muita confusão na Unidade de Saúde Onésimo Pinto, no bairro Jardim Centenário, Zona Oeste de Aracaju (SE). Usuários entraram na unidade revoltados com a falta de assistência médica e ainda do descaso da atual gerente da unidade, segundo eles.  Diante da confusão a Polícia Militar e a Guarda Municipal de Aracaju foram acionadas para conter os ânimos.

“Todo dia tem confusão aqui, porque é uma demora enorme para conseguirmos marcar uma ficha. Não tem médico e quando a gente busca uma posição da gerente, ela nem sequer sai da sala”, declarou uma usuária.

O porta-voz da Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju (SMS), Alberto Jorge, reconheceu o problema da desassistência médica. Segundo ele, dois ou três médicos estão afastados do trabalho, mas a prefeitura tem adotado as medidas necessárias para minimizar o problema.

Quanto as críticas à gestão da gerente, Alberto Jorge, desconsiderou e apontou que o trabalho da gerente é extraordinário, embora enfrente dificuldades, que fogem do seu controle.