A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça-feira (19), em Aracaju, a Operação Multiface. A proposta é desarticular uma organização criminosa responsável pela prática de fraudes visando à obtenção de empréstimos consignados indevidos junto a instituições financeiras.

As investigações tiveram início com a prisão em flagrante, em março de 2018, de duas mulheres que haviam acabado de sacar valores oriundos dos crimes em apuração em uma agência da Caixa Econômica Federal de Aracaju.

A partir das prisões, descobriu-se que o grupo já havia praticado algumas fraudes,e ainda planejava executar diversas outras. Os trabalhos investigativos apontam que o grupo, utilizando-se de documentos de identificação (RG e CPF, por exemplo), comprovantes de residência e declarações de imposto de renda falsos, a maioria em nome de pessoas idosas, contratava empréstimos ilícitos, causando prejuízos às instituições financeiras e às vítimas indiretas, que somente tomavam conhecimento da fraude quando tinham seus nomes negativados por instituições de proteção ao crédito.

As investigações serão aprofundadas com a análise dos materiais e documentos apreendidos nas buscas, e estima-se que a fraude perpetrada e evitada tenha valor superior a R$ 100.000,00 (cem mil reais).

São cumpridos três mandados de busca e apreensão expedidos pela 3ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Sergipe, e os envolvidos poderão responder pelos delitos de participação em organização criminosa, falsificação de documento público, falsidade ideológica e estelionato, além de lavagem de dinheiro.

Fonte: PF/SE