O Conselho Federal de Farmácia (CFF) quer saber se o paciente polimedicado (aquele que usa mais de três medicamentos) faz uso dos remédios de forma racional e correta. Para isso, fará uma pesquisa com ajuda das secretarias municipais de saúde da capital e de 13 municípios sergipanos. O questionário começa a ser aplicado nessa quarta-feira, 9, e faz parte da campanha do CFF pelo Dia Nacional do uso Racional de Medicamentos.

A primeira etapa da campanha começou dia 2 e encerrou dia 5, Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos, e teve como foco a criança com o tema “Medicamento não é brinquedo”. Nessa fase, foram realizadas palestras em escolas municipais, lançamento do livro que leva o título com o nome da campanha e outras ações realizadas em conjunto com o campus da UFS na cidade de Lagarto, região centro-sul de Sergipe.

Já esta nova fase, terá como foco o paciente polimedicado. O presidente do Conselho Regional de Farmácia em Sergipe, Marcos Rios, disse que um dos graves problemas entre os pacientes polimedicados é a taxa de adesão, “que costuma baixar por razões multifatoriais”, disse Marcos Rios.

Segundo Marcos Rios, nesta fase será aplicado um questionário para avaliar justamente o perfil desse paciente e os motivos pelos quais a baixa adesão é registrada entre eles. Será promovido, também, o uso racional o medicamento.

Os municípios onde o questionário será aplicado são: Maruim, Barra dos Coqueiros, Estância, Lagarto, Itabaiana, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Itaporanga d’Ajuda, Laranjeiras, Santo Amaro das Brotas, Nossa Senhora da Glória, Campo do Brito e Salgado.

De acordo com Marcos Rios, essas cidades foram selecionadas com base no número de farmacêuticos inscritos na atenção básica de cada município. “Outros municípios que queiram participar, podem manifestar o interesse para que possamos estender as pesquisas”, disse.

A pesquisa começará a ser aplicada dia 9 e irá se estender até o final deste mês de maio. Os resultados serão trabalhados por região e em nível nacional e a partir daí serão trabalhadas estratégias. “Acredito que na primeira quinzena de junho os resultados já estejam tabulados”, informou Marcos Rios.