Para o senador Antônio Carlos Valadares (PSB), a administração de Edvaldo Nogueira à frente da prefeitura de Aracaju é sofrível e o Governo de Jackson Barreto (PMDB), um fracasso. O senador foi o entrevistado na manhã desta segunda-feira, 10, no programa Jornal da Fan, com o radialista George Magalhães.

Segundo Valadares, o prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) não cumpriu nenhuma das promessas de campanha. “Não revoou o IPTU, disse que reduziria à metade os cargos em comissão, mas o que se vê é que os gastos já estão igualados ao governo de João em mais de R$ 5 milhões com relação a folha. Do ponto de vista ético, vimos toda uma diretoria ser afastada. Então, é um governo que se mostrou diferente após a campanha eleitoral. Um quadro totalmente adverso e que não sabemos quando irá melhorar”, disse.

Quanto à administração de Jackson Barreto, o senador disse que ele comanda um agrupamento político inchado “um trem, de inúmeros comboios que o povo pode não acompanhar”, disse ao se referir às agremiações que o apoiam.

Com relação à fala do governador na semana passada de que haveria em Brasília um parlamentar trabalhando contra o Estado, e que essa informação havia sido passada para ele por dois ministros, Valadares foi incisivo. “Falácia. É desculpa para ele justificar o fracasso de seu governo”, atacou Valadares. Para o senador, o governador cria factoides para permanecer na mídia e receber “afagos” do presidente Temer para liberar recursos para o Estado.

Emendas de bancada – O senador assegurou que contribuiu de forma decisiva para a inclusão das emendas da bancada sergipana junto à Comissão Mista o Orçamento (CMO). “Não me recusei a assinar emendas em defesa de Sergipe em relação à LDO. Ao contrário, apresentei emendas individuais voltadas ao desenvolvimento do Estado e fui pessoalmente pedir ao presidente da CMO para reabrir o prazo para receber as emendas, uma vez que o prazo expirou na quarta-feira e só as recebi na quinta-feira pela manhã”, explicou.

O senador acrescentou que precisou retornar à tarde, minutos antes de encerrar o segundo prazo, para fazer correções técnicas necessárias para apresentação das emendas. “O prazo foi reaberto a meu pedido. Se não fosse a minha atuação, Sergipe não teria emenda de bancada junto a LDO”, ressaltou Valadares.

Reeleição – Valadares não descartou concorrer à reeleição, mas garantiu que ainda não há nenhum acordo fechado.

“Está tudo na estaca zero. Não existe nenhuma conversa nesse sentido para acordos futuros. O PSB poderá até ter um candidato único”, disse ao responder ao radialista sobre possíveis acordos entre o PSB, o PT ou o PMDB do governador Jackson Barreto.

 

Foto: Fan FM