Cinco pessoas foram presas em Aracaju (SE) e uma na cidade de São Cristóvão, na Grande Aracaju, na manhã desta quinta-feira, 17, na operação de combate à pedofilia deflagrada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública (MESP) em parceria com as Polícias Civis do Distrito Federal e de 24 estados, entre eles o de Sergipe.

Os alvos da operação Luz na Infância 2 foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Dint/Senasp/MESP), com base em elementos coletados em ambientes virtuais com fortes indícios de autoria e materialidade criminosa.

Em Sergipe, a operação está sendo realizada pela Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) e Delegacia de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), com apoio de peritos do Instituto de Criminalística, no cumprimento de sete mandados de busca e apreensão nas cidades de Aracaju, São Cristóvão e Laranjeiras.

A coordenadora da investigação em Sergipe, delegada Rosana Freitas, falou ao repórter Narcizo Machado, da Fan FM. Ela disse que o material apreendido é cunho cibernético e que as investigações em Sergipe duraram cerca de três meses.

Na entrevista coletiva realizada no final da manhã desta quinta-feira, 17, a delegada, explicou que as investigações começaram no Núcleo de Crimes Cibernéticos, da Secretaria Nacional de Segurança Pública que, em seguida, demandou as secretarias estaduais. Em Sergipe, são sete alvos que a Polícia Civil espera concluir a prisão dos sete ainda hoje. Há informações de que a sétima pessoa seja da cidade de Laranjeiras.

Segundo a delegada, em um dos flagrantes, os agentes encontraram, além dos arquivos de pornografia infantil, o pedófilo fazendo o compartilhamento do arquivo, o que, ressaltou a delegada, configura a existência de dois crimes.

No total, 60 agentes, entre policiais e peritos, participam da operação em Sergipe.