Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Polícia Militar e Secretaria Municipal de Assistência Social, montaram um plano de ação estratégica para cumprimento da decisão de reintegração de posse de um terreno da Prefeitura de Aracaju, no bairro Coroa do Meio na manhã deste sábado, 12. Desde às 5h as esquipes se concentram no local.

Foto: redes sociais

A decisão favorável ao Poder Executivo municipal foi emitida pela  juíza da 12ª Vara Cível na noite da quinta-feira, 10. Até às 10h, a ação de reintegração de posse não havia sido iniciada, pois segundo o defensor público estadual, Alfredo Nikolaus, o advogado do movimento ingressou com um recurso pedindo a suspensão da decisão judicial e aguarda a análise do desembargador plantonista.

De acordo com o movimento, cerca de 600 pessoas, que vieram de vários bairros de Aracaju estão no local.

A Prefeitura propôs que os ocupantes sejam levados para um galpão na rua Acre, no bairro Siqueira Campos, na Zona Oeste de Aracaju. O defensor, Alfredo Nikolaus, disse que as famílias não aceitarão a proposta. “Os ocupantes não acham que seja um local adequado. Eles precisam de moradia digna”, pontuou.

Foto: cedida por Will Rodrigues

Ainda segundo o defensor, a Prefeitura corre o risco de comer a mesma ilegalidade que cometeu em 2011 quando abrigou famílias vítimas de uma enchente no bairro Santa Maria, no mesmo Galpão.

A ocupação no bairro Coroa do Meio, foi formada há oito dias e foi batizada de “Ocupação Marielle e Anderson”.