De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED do Ministério da Saúde tem mais sergipanos desempregados no estado.

A pesquisa comparou os números dos meses de julho e agosto deste ano. Segundo levantamento, em agosto foram perdidos  593 postos, empregos celetistas, equivalente ao decréscimo de -0,21% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior.

Os setores de atividade que mais contribuíram para essa diminuição foram indústria de Transformação e agropecuária.
Nos oito primeiros meses do ano Sergipe perdeu 4.354 postos de trabalho.

Fonte: Dieese