A polícia ainda não tem uma linha de investigação para a morte a queima-roupa da mulher que foi morta na porta de casa, na véspera do aniversário, no povoado Jenipapo, município de Lagarto, região Centr-Sul de Sergipe. Eraldina dos Santos, completaria 59 anos hoje, 21 de fevereiro, era casada e deixa dois filhos. O delegado Antônio Francisco informou que espera ouvir alguns familiares ainda hoje, após o sepultamento.

De acordo com informações da polícia a lavradora estava na porta de casa de uma vizinha, na rua André Corsino, conjunto São Francisco, conversando com duas amigas. Dois homens chegaram em uma motocicleta, um deles sacou uma arma e disparou três tiros e fugiu.

Ela chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu.

Segundo informações levada à polícia, dona Eraldina era uma pessoa alegre e pacata e participava de um grupo de idosos da comunidade.

O delegado Antônio Francisco disse que a comunidade pode ajudar ligando para o número 181. O sigilo é garantido.