Foto: Fan F1

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Corrêa, está em Sergipe cumprindo agenda oficial. Na tarde dessa quinta-feira, 28, ela visitou o Parque das Palmeiras, complexo do agronegócio instalado no Povoado Brejo no Município de Lagarto (SE). O espaço sedia até domingo, a Exporingo, considerada uma das maiores feiras rurais do país. Nesse final de semana também acontecem no local provas de vaquejadas e leilões de equinos e ovinos.

Tereza Cristina participou da abertura do evento. Ela chegou acompanhada de uma comitiva e foi recebida, por parlamentares e lideranças ligadas a área rural em Sergipe. A ministra informou que sua visita atende a um pedido do Governo Bolsonaro, que pediu atenção especial ao nordeste.

Questionada sobre quais os planos do Governo Federal para o pequeno produtor, Tereza Cristina respondeu que não há diferença entre o que pequeno e o grande produtor. “O governo trabalha para o desenvolvimento agropecuário, independente se o produtor é micro ou grande. Uma das ações que posso destacar é que com relação ao pequeno produtor, atuaremos fortemente na assistência técnica, para que ele tenha condições de produzir a cultura desejada com mais facilidade e assim gerar sua renda”, pontuou.

Tereza Cristina Corrêa – Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

A ministra enquanto deputada federal presidiu a Frente Parlamentar Agropecuária, chamada de “Bancada Ruralista. Conhecida pelos posicionamentos em defesa das práticas do ruralismo, a deputada é apelidada, nos bastidores, como “musa do veneno”, por defender a alteração das regras para os agrotóxicos no Brasil. Questionada sobre o assunto, a ministra disse que permanecerá atuando em defesa da flexibilização. “Agrotóxico não é veneno. É preciso observar sua contribuição para o desenvolvimento do país. Flexibilizar as regras é permitir que o produtor brasileiro possa usar as mesmas substâncias que são usadas lá fora, isto permite ainda uma maior competitividade com o mercado internacional. Os órgãos de fiscalização, não estão alheios a este debate, e estão constituídos para garantir a segurança da fabricação e uso dos agrotóxicos”, pontuou.

Tereza Cristina visita nesta sexta-feira, 29, o perímetro irrigado “Jacaré Curituba”, em Canindé do São Francisco (SE), de lá ela segue para o estado de Alagoas.