Uma audiência na manhã desta quinta-feira, 12, na 17ª Vara da Infância e da Juventude, decidiu sobre a permanência da apreensão do menor de 16 anos que matou a PM a Eliana Costa no dia 31 de maio.

Após ouvir o menor, o viúvo e a mãe do menor, a juíza Aline Cândido, manteve o infrator apreendido. O  jovem estava apreendido desde o início de junho quando foi encontrado no bairro 17 de Março, na casa do namorado da mãe. A audiência ocorreu no Fórum Desembargador Luis Carlos Fontes de Alencar, no bairro Santo Antônio, zona Norte de Aracaju.

A assessoria de comunicação da Fundação Renascer, informou que até o momento o órgão não foi notificado da decisão e portanto ainda não há informação da unidade onde o menor ficará.

Relembre o caso