Médicos do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse) e da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes estão com as atividades paralisadas nesta segunda-feira, 10. A categoria reivindica a isonomia salarial, ou seja, que todos os médicos, independente da especialidade, recebam o mesmo salário. A mobilização segue até amanhã de manhã.

Eles aguardam uma resposta por parte do Governador Belivaldo Chagas, desde maio, quando prometeu avaliar  pleito. Mais de três meses se passaram e até o momento não obtiveram respostas.

Os médicos voltam a se reunir em assembleia nesta segunda-feira,10, às 19 horas na sede do Sindicato dos Médicos de Sergipe (Sindimed), para decidir quais os próximos atos do movimento.

FHS responde – O Governo do Estado de Sergipe, por meio da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), informa que o diálogo com o Sindimed sempre esteve aberto e realizou nos últimos meses oito reuniões com a categoria e injustificadamente o Sindimed precipitou uma paralisação.

O Governo se coloca à disposição da categoria para a continuidade das discussões e já tem agendada nova reunião com o Sindimed nesta quarta-feira, 12, para mais uma vez buscar uma saída que não prejudique o atendimento da população que necessita da Saúde do Estado.