Desde que entrou em operação no município da Barra dos Coqueiros (SE) a primeira Termoelétrica instalada em Sergipe tem sido ponto de várias manifestações. Na manhã desta sexta-feira, 27, manisfestantes voltaram ao local para cobrar que seja dada oportunidade a profissionais  sergipanos de trabalhar na empresa. De acordo com eles a instituição só contrata profissionais de fora do estado alegando que em Sergipe não há mão de obra qualificada.

“Temos aqui profissionais  gabaritados, que trabalharam inclusive, foram do Brasil. Não entendo porque os nossos trabalhadores sergipanos não ingressam nessa empresa. Muitos deles aguardaram durante anos a chegada de uma instituição desse porte em nosso estado”, lamentou Sandro Santana, representante do movimento S.O.S Empregos.

Os manifestantes também cobraram um posicionamento do Governo do Estado para intervir em favor da contração de mão de obra sergipana.

Deputado Georgeo passos conversando com os manifestantes/ Foto: cedida por Sandro Santana

O secretário de Estado da Comunicação, Sales Neto, informou que o Governo, permanecerá em diálogo com a CELSE, empresa que administra a termoelétrica, mas disse que o poder público não tem autonomia para interferir nas contratações da empresa. “É uma empresa privada, mas o que o Estado puder fazer para ajudar aos trabalhadores e intermediar esses diálogos o Estado fará”, informou.

Deputados estaduais visitaram a Termoelétrica hoje e conversaram com os manifestantes.