Janeiro Branco 1

O tema saúde mental está sendo muito discutido na contemporaneidade. É preciso a compreensão do conceito de forma ampliada para entender que cuidados diários fazem toda a diferença, proporcionando equilíbrio e bem-estar ao indivíduo e à sociedade. Dessa forma, a Secretaria de Estado da Saúde, através do projeto Servidor Zen, realizará uma vasta programação em alusão à campanha Janeiro Branco, mês da Saúde Mental.

Programação:

23 de janeiro – “Promoção de Saúde Mental na Contemporaneidade- Palestrante: Psicólogo Demétrio Sérgio dos Reis (SES) – 09h

“Momento de Meditação” – Condutor Nilson (SES) – 16h30

24 de Janeiro – Aula de dança com a profª Nina Trindade   Oficina de Tai Chi Chuan – Academia Jessé Lima – 15h

25 de Janeiro – Oficina de Tai Chi Chuan – Academia Jessé Lima – 09h

Janeiro Branco 2

No programa Viva Bem do domingo, 20, a entrevista é com a psicóloga Jucicleia Souza. Segundo ela, cresce cada vez mais o número de casos de depressão, ansiedade, fobias, pânico e até agressividade e desrespeito. Isso mostra que as pessoas precisam começar a cuidar também de aspectos mentais e emocionais de sua vida. “Por isso, estamos falando muito sobre o assunto durante esse mês para esclarecer todas as dúvidas”, afirmou a psicóloga.

 

Hepatites 1

Lei sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada no dia 11, no Diário Oficial da União institui o Julho Amarelo para combate às hepatites virais. De acordo com o texto, a campanha deve ser realizada anualmente em todo o território nacional. A lei teve origem no PL 3870/15, do deputado Marcos Reategui (PSD-AP).

Grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo, a hepatite é uma inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus ou pelo uso de remédios, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas.

Hepatites 2

O Ministério da Saúde alerta que as hepatites virais são doenças silenciosas, que nem sempre apresentam sintomas. Quando estes aparecem, podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem ainda os vírus D e E, sendo que o último é mais frequente na África e na Ásia. Milhões de pessoas no Brasil, segundo a pasta, são portadoras do vírus B ou C e não sabem.

Julho Amarelo

O mês faz referência ao Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais (28 de julho), instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2010 para alertar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce, da vacinação e do tratamento dessas doenças. Fonte Agência Câmara Notícias. HEPATITES 1

Lei sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada no dia 11, no Diário Oficial da União institui o Julho Amarelo para combate às hepatites virais. De acordo com o texto, a campanha deve ser realizada anualmente em todo o território nacional. A lei teve origem no PL 3870/15, do deputado Marcos Reategui (PSD-AP).

Grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo, a hepatite é uma inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus ou pelo uso de remédios, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas.

Posição na fila

A partir de agora os usuários da Rede Pública de Saúde Estadual e Municipal podem acessar o portal dos respectivos órgãos para verificar sua posição na fila de espera dos pacientes que aguardam por consultas (discriminada por especialidade), exames e intervenções cirúrgicas e outros procedimentos.

Direito à privacidade

A iniciativa ocorreu a partir do Projeto de Lei nº 195 dos deputados estaduais Georgeo Passos (PPS) e Silva Fontes (PDT) apresentada a Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). De acordo com o texto da Lei nº 8.413, a divulgação das informações respeita o direito à privacidade do paciente, que pode ser identificado pelo número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) ou pelo Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Relação de medicamentos

Outro benefício para os usuários da rede pública é a divulgação da relação dos medicamentos ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio do respectivo portal na internet, bem como fixada a relação nos postos de atendimento.

Feijoada Solidária

No próximo dia 27 de janeiro, último domingo do mês, a partir das 12h, no Iate Clube de Aracaju, a Associação dos Amigos da Oncologia – AMO realiza a quarta edição da Feijoada Solidária com boa comida, muito samba e a melhor animação.

Cada ingresso está no valor de R$ 40 e dará acesso não só à feijoada como também ao show de samba do cantor Luiz Arnaldo e Banda. Os ingressos são limitados e podem ser adquiridos na sede da Associação, localizada na rua Permínio de Souza, 270, bairro Cirurgia.

Reforma Terminais

Preocupado com a estrutura física precária e condições de funcionamento dos terminais de ônibus de Aracaju, o vereador Iran Barbosa (PT) apresentou, na Câmara Municipal de Aracaju, indicações ao Poder Executivo para que, por meio da Emurb e da SMTT, providencie as reformas de três Terminais de Integração de ônibus da Capital. São eles: Terminal do Mercado, situado no Centro da Cidade; do Terminal do DIA, situado no bairro Inácio Barbosa; e do Terminal Fernando Sávio, conhecido como “Terminal da Rodoviária Velha”, situado no centro da Cidade.

Reforma Terminais II

O parlamentar lembrou que o valor da passagem da capital sergipana lidera entre os valores praticados nas capitais da região Nordeste. No entanto, os usuários do transporte sofrem com a qualidade do serviço oferecido. “Entendo que essas reformas devem ser tomadas como prioridades pela atual Administração, pois são locais que necessitam de cuidados e de manutenções permanentes. A população paga caro pela passagem do transporte coletivo”, frisou Iran.

E por falar em transporte público

Na última quinta-feira (17), a comissão formada por representantes dos quatro municípios que integram a Grande Aracaju (Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Aracaju) se reuniram na Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) da capital para mais uma reunião sobre o Consórcio Metropolitano do Transporte Público.

Análise técnica e jurídica

“Apresentamos alguns pontos que são necessários para avaliação e já deixamos marcada uma próxima reunião com toda a equipe técnica para analisar tecnicamente e juridicamente todos os termos e questões para que logo mais possamos formatar o projeto”, explicou o superintendente interino da SMTT, Renato Telles.

Sobre o consórcio

O consórcio levará à criação de uma entidade pública, que definirá o formato do sistema de transporte coletivo da Região Metropolitana de Aracaju e as obrigações de cada município na gestão do serviço. A administração ficará a cargo da Prefeitura de Aracaju (PMA), por esta ser a capital e a mais populosa entre as quatro cidades, mas todas as discussões serão conduzidas no âmbito coletivo. Embora complexo, o processo de criação do consórcio e, posteriormente, do edital de licitação, será um grande avanço para as cidades da região metropolitana.

JFilhos

Em entrevista a um site de notícias do município de Lagarto, o diretor de Negócios da JFilhos, Evislan Souza, destacou sua história de vida e da sua empresa, que vem se destacando como referência em construção de imóveis econômicos. “Hoje temos uma empresa sólida, com quase 3 mil unidades habitacionais construídas no estado e inúmeras obras públicas entregues; oportunizando a geração de emprego e renda aos irmãos sergipanos. No tocante ao programa Minha Casa Minha Vida, este foi um grande estímulo para que a JFilhos buscasse a melhoria continua dos nossos produtos (Habitações) através das Certificações ISO9001 e PBQP-H (Programa Brasileiro de Produtividade Habitat), do Ministério das Cidades. Temos acompanhado toda a evolução do programa ao longo dos últimos 10 e podemos afirmar que houve um salto significativo e qualitativo em relação as construções das moradias”, disse Evislan durante a entrevista.

Realizando Sonhos

O diretor também ressaltou que a JFilhos tem um modo particular de enxergar o futuro dos seus negócios, buscando a melhoria contínua das ações todos os dias. “Cada atitude e cada novo empreendimento, é norteado pela ética, pela transparência e pela consciência de que fazemos parte de algo ainda maior e mais importante do que simplesmente construir: realizar sonhos; pois trabalhamos algo de mais importante e marcante na história das pessoas: a aquisição de um imóvel”, afirmou.

Diferencial da JFilhos

Evislan também destacou que no mercado de construção de imóveis a Jfilhos se destaca com suas capacitações, como a implementação da norma ABNT NBR 15575 “Desempenho em Edificações Habitacionais”, que entrou oficialmente em vigor a partir de julho de 2013, tornando o referido conjunto normativo um marco regulatório técnico e jurídico da construção brasileira. “A Norma é um avanço para o setor e constitui o caminho para a evolução de todos que compõem a cadeia da construção civil”, finalizou.

Greve Geral da Saúde I

Os servidores da área de saúde sinalizam para uma greve geral, que afetará o atendimento à população em todas as unidades mantidas pela Prefeitura de Aracaju. Nesta quinta-feira, 17, representantes de cinco sindicatos que representam diferentes categorias participaram de mais uma reunião com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e, novamente, deixaram a sede da secretaria insatisfeitos com as medidas que a prefeitura está tomando para manter a prestação dos serviços aos pacientes.

Greve Geral da Saúde II

De acordo com a presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Shirley Morales, o conteúdo do debate ocorrido neste encontro será transmitido para os 12 sindicatos da área de saúde aos quais os servidores do município de Aracaju estão vinculados e será convocada uma assembleia geral unificada, com indicativo de greve geral, a ser realizada em data a ser definida conjuntamente pelas categorias.

Recursos Liberados

O prefeito Edvaldo Nogueira anunciou esta semana que os recursos referentes à segunda parcela do convênio de realização do Forró Caju foram liberados pelo governo federal, o que garantirá o pagamento dos artistas locais que se apresentaram na festa. De acordo com o prefeito, em vídeo publicado nas redes sociais, assim que a verba de R$ 1,9 milhão for compensada na conta da Prefeitura, o que deve ocorrer até a próxima segunda-feira, os cachês serão pagos.

Grande Notícia

“Esta é uma grande notícia que trago para os aracajuanos: após seis meses de muita luta, recebi a ligação do secretário especial da Cultura, Alexandre Pires, que me informou sobre a ordem de pagamento do Forró Caju. Com estes recursos, nós iremos pagar todos os músicos locais que se apresentaram na festa. Até segunda-feira, o dinheiro estará na nossa conta para iniciarmos o pagamento dos artistas”, afirmou o gestor municipal.