O vereador Lucas Aribé (PSB), revelou que durante esta legislatura a Comissão de Ética da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) jamais se reuniu, nem mesmo o presidente foi escolhido, isto dois anos após o início dos mandatos. Diante da confusão que aconteceu no plenário da Câmara nessa quarta-feira, 18, o parlamentar defendeu que a Comissão se reúna e que os vereadores envolvidos na briga sejam punidos.

“Precisamos definir quem é o presidente e adotar posições. Não somente com relação a este caso. Os vereadores passam dos limites e isso não é bom para o parlamento. Na próxima semana irei propôr um encontro da Comissão de Ética para que tenhamos os encaminhamentos necessários”, pontuou

Lucas ainda apontou que gostaria que a Comissão de Ética não fosse formada por vereadores. “Fazemos parte de uma casa política, fica difícil se falar em isenção, com parlamentares avaliando parlamentares”, destacou.

De acordo com Lucas Aribé, a Comissão de Ética da Câmara é formada por ele juntamente com os vereadores Manoel Marcos (PSDB) e Carlito Alves (PRB).

Entenda o caso

Nessa quarta-feira, 17, durante a sessão da Câmara, os vereadores Cabo Amintas (PTB), Thiaguinho Batalha (PMB) e Vinícius Porto(DEM) se “estranharam”. Amintas editou um vídeo e postou em suas redes sociais, no qual o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B) fala que mandava na Câmara, mas Thiaguinho e Vinícius, que são da base aliada de Edvaldo apresentaram o vídeo completo, mostrando que o vereador cabo Amintas tentou direcionar uma interpretação diferente do contexto real da fala do prefeito.

A atitude dos aliados de Edvaldo, deixou Amintas enfurecido e o parlamentar precisou ser contido por outros colegas, já que ameaçava  agredir fisicamente o vereador Vinícius Porto.

Veja os vídeos: