A Prefeitura de Santo André informou que a causa da morte de Arthur Araújo Lula da Silva, de sete anos, neto do ex-presidente Lula, não foi meningite. O caso aconteceu no dia 1º de março deste ano. As informações são do jornal O Globo.

O neto do ex-presidente Lula deu entrada no Hospital Bartira por volta de 7h da manhã com febre, náuseas e dores abdominais. O quadro evoluiu para confusão mental e a criança morreu por volta do meio-dia. Na época, a causa atribuída pelo hospital foi meningite. “Apesar da notificação, o resultado do exame de líquor, realizado no mesmo dia pelo próprio Hospital Bartira, acusa bacterioscopia negativa”, informou a Prefeitura de Santo André.

Amostras de sangue foram enviadas para o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e o resultado divulgado nesta segunda-feira (1º) descartou todos os tipos de meningite como causas da morte. A Prefeitura de Santo André, no entanto, não informou qual o motivo do óbito de Arthur.

“Informações adicionais relacionadas ao caso dependem da autorização expressa da família da criança”, disse a Prefeitura em um comunicado.