O julgamento dos embargos declaratórios sobre a inconstitucionalidade da lei do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) foi adiado pelo Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE).

O adiamento foi provocado por um pedido de vista do desembargador Alberto Romeu. O relator do processo é o desembargador Diógenes Barreto.

Um novo julgamento está previsto para o dia 30 deste mês.