O corpo do jovem Max Marlkey de 22 anos foi encontrado em um banco de areia no Rio do sal próximo ao loteamento São Bráz em Nossa Senhora do Socorro (SE) na terça feira, 5, mas a família só fez o reconhecimento na manhã dessa quinta- feira, 7. O laudo do Instituto Médico Legal (IML)  aponta que ele foi vítima de afogamento, mas até agora não se sabe como tudo aconteceu.

Max Marlkey/ Foto: arquivo pessoal

O jovem estava desaparecido desde a última segunda-feira, 4, à tarde quando, segundo a família, teria saído de casa no Conjunto Marcos Freire III em Nossa Senhora do Socorro para ir a um culto evangélico no conjunto Bugio na capital e não voltou mais.

Por conta do estado avançado de decomposição, o corpo do jovem foi levado do IML direto para o Cemitério São João Batista em Aracaju (SE), onde foi sepultado no final da tarde dessa quinta-feira, 8, sob louvores, orações e homenagens de amigos e familiares.