A BR-235, já foi reaberta por volta das 9 horas, desta quinta-feira, 14, após intensa negociação entre policiais rodoviários federais e marchantes. A importante via, que liga Aracaju à Bahia, passando pelo Agreste e Sertão de Sergipe foi bloqueada nos dois sentidos, na altura do Povoado Junco, em Areia Branca. O bloqueio aconteceu em protesto para reabertura do matadouro municipal de Itabaiana (SE), que está fechado há 97 dias.

Os marchantes alegam estar sofrendo grandes prejuízos financeiros por conta do fechamento da unidade de abate. “Estamos com contas atrasadas. Não temos dinheiro para pagar aluguel, energia e nem pra comprarmos comida. É preciso que alguém olhe por nós”, apelou um marchante, que preferiu não se identificar.

Com a unidade fechada desde novembro passado, os marchantes, que negociam o gado em açougues e matadouros, procuraram estabelecimentos de outras regiões para abater os bois e comercializar a carne.

Equipes da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local e negociou com os marchantes a reabertura da BR. Eles liberaram a via, mas prometeram ir à frente de um frigorifico particular de Itabaiana, apontado pela categoria,  como o responsável por articular a continuidade da inoperância do matadouro.

O espaço foi fechado depois da Operação Abate Final realizada pelo Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deotap), que resultou na prisão temporária do prefeito de Itabaiana (SE), Valmir de Francisquinho, do secretário de Agricultura, Erotildes de Jesus,
e mais três pessoas do município.

De acordo com a polícia ele são suspeito de envolvimento em um esquema que desviava parte do dinheiro recolhido através da taxa para que os animais fossem abatidos no matadouro da cidade.

A PRF orienta que quem estiver em Itabaiana e desejar seguir para Aracaju, utilize a rodovia estadual SE-170, passando por Campo do Brito, chegando até a rodovia estadual Lourival Batista (SE-270). De lá acessa a BR 101 Sul, com destino a capital.

O Fan F1 tentou contato com o secretário de comunicação de Itabaiana, mas não teve as ligações atendidas. O portal permanece à disposição para os esclarecimentos sobre o caso.

Colaboração: Jota Júnior