Preso quatro vezes pelos crimes de tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de arma de fogo e em liberdade há seis meses, o ex-presidiário identificado como Hernani Alves da Silva morreu na madrugada desta quinta-feira, 03, em confronto com policiais civis no município de Lagarto (SE).

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública de Sergipe (SSP-SE), ao chegarem na residência do suspeito, os policiais foram surpreendidos com diversos tiros e foi iniciado um confronto.

Hernani era conhecido como (Pequeno) e chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Regional de Lagarto, mas não resistiu aos ferimentos. Além de um revólver, foram apreendidos com o suspeito diversos pinos de cocaína e diversas trouxinhas de maconha.

Ao todo, nas últimas 24h foram registrados pelo Instituto Médico Legal (IML), sete corpos. Dois idosos morreram vítimas de queda da própria altura. Foram registrados ainda os corpos de duas vítimas de homicídio, sendo um provocado por arma branca e um por arma de fogo.

O IML também registrou os corpos de dois jovens vítimas de acidente de trânsito. O do jovem Murilo Batista de Santana Júnior, de 22 anos de idade, que morreu após uma queda de motocicleta na BR-235 e o da jovem Leidiane Santos Souza, de 32 anos de idade. Leidiane era esposa vereador Abner Filho de Ferreira (PSD), de Nossa Senhora das Dores (SE) e diretora do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) de Dores. De acordo com informações de testemunhas o motorista que conduzia o carro em que Leidiane estava perdeu o controle do veículo e bateu em um poste.