Alan couto de 23 anos, esta é a identificação do jovem apontado pela polícia como responsável pelo assassinato de Taisson Soares de Souza, em junho deste ano, no Hospital Regional de Propriá. Alan  foi indiciado pelo crime e a Justiça expediu mandado de prisão preventiva, ele estava sendo procurado pela polícia, mas nessa terça-feira, 25, resistiu a prisão, entrou em confronto com a polícia e acabou morrendo.

De acordo com a polícia, no momento do crime, Alan, acompanhado por outro homem, entrou no hospital e efetuou diversos disparos contra a vítima. Após o delito, o autor do crime passou a ameaçar e perseguir os familiares da vítima nas redes sociais. Diante destes acontecimentos, os familiares reconheceram Alan como um dos autores do homicídio.

Segundo o delegado Antônio Wellington, Alan era um indivíduo considerado perigoso, que já respondeu processo por espancar e executar o padrasto. Ele também respondia por diversos roubos na cidade. Com ele, foi encontrada uma arma calibre 32.

As investigações continuam em busca do segundo autor do homicídio que se encontra foragido.

Com informações da SSP-SE