O governo do Estado vai manter a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para veículos novos em 12%, valor que já era praticado nos últimos 20 anos. Estava previsto um aumento, inicialmente de 18% e, posteriormente, de 14%, a partir do dia 1º de abril. No entanto, a alteração foi revogada, com decreto publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (22).

De acordo com o secretário de Estado da Fazenda em exercício, Marcos Venícius Nascimento, a medida foi tomada pelo governador Belivaldo Chagas, levando em consideração a economia estadual, sobretudo do mercado de vendas de veículos, que seria diretamente afetada com o reajuste.