A partir da próxima segunda-feira, dia 14, pais e responsáveis legais já podem acessar o Portal da Matrícula Online para consultar o período de realização da matrícula na unidade escolar em que deseja vaga. Desde 2016, o processo de matrícula nas escolas estaduais é feito, exclusivamente, de forma online e gratuita, no Portal da Matrícula Online, disponível do site da Seduc (www.seduc.se.gov.br).

Para os alunos que desejam permanecer na mesma escola em que estudaram no ano letivo anterior, os quais têm suas matrículas renovadas automaticamente, deve o responsável legal assinar a ficha de matrícula até 30 dias após o início do ano letivo. As matrículas de alunos egressos e candidatos à rede serão realizadas no Portal da Matrícula Online, cujo sistema fica aberto das 8h às 22h.

O superintendente executivo da Seduc, professor Everton Siqueira, informou que está sendo disponibilizado o atendimento virtual instantâneo no Portal da Matrícula Online, a  estrutura das secretarias de suas 354 unidades escolares e também atendimento por ligação telefônica gratuita, por meio do canal 0800 285 5321.

“O estudante candidato a uma vaga na Rede Estadual, ao acessar o Portal, deverá selecionar a série/ano, o município, o turno e a escola em que deseja estudar e preencher o formulário de cadastro. O processo é rápido e simples”, enfatiza Everton Siqueira, ao salientar que, caso o aluno seja menor de idade, somente os pais ou os responsáveis poderão realizar a matrícula.

Uma novidade do sistema da matrícula online é que, quando pais ou responsáveis solicitarem vaga em uma determinada escola da Rede Estadual e não houver mais vagas, o sistema apresentará opções de escolas próximas à residência do aluno que tenham vagas disponíveis.

Além disso, quem buscar vaga em uma determinada escola e não conseguir, pode cadastrar um número de telefone e um e-mail para ser notificado, caso surja uma vaga na unidade.

Nome social

O estudante maior de 18 anos pode requerer, no ato de matrícula, a utilização do seu nome social; quando menor de 18 anos, essa solicitação poderá ser feita pelo responsável legal.

Nome social é aquele pelo qual travestis, mulheres trans ou homens trans optam por ser chamados, de acordo com sua identidade de gênero.

 

Fonte: ASN