Operação conjunta realizada entre a Polícia Civil de Sergipe e Goiás prendeu o falso médico/enfermeiro identificado como Djalma Santos Alves que vinha sendo procurado desde janeiro deste ano. O suspeito foi preso em Trindade-GO e cobrava a quantia de R$200 em cada dose de injeção do que dizia ser contra a febre amarela. Na seringa ele usava água ou soro fisiológico.

A Delegada Michele Araújo, responsável pelo caso  informou que as investigações foram iniciadas a partir do Disque Denúncia. “Um senhor identificado como Djalma estaria indo na zona rural de Macambira se identificando como um médico e aplicando vacinas em idosos alegando que seria vacina de Febre Amarela corando a quantia de R$200,00 por elas. Ao longo das investigações nós localizamos os idosos que confirmaram a história, inclusive nos apresentaram uma das seringas que teria sido utilizada para aplicação dessa vacina” relatou.

Segundo a delegada, a princípio o suspeito havia alegado na região que seria um médico passando dessa forma a realizar exames, prescrever medicamentos e oferecer a falsa vacina. O mandado de prisão foi cumprido na última sexta-feira, 30, pela Polícia Civil de Goiás após operação conjunta com a Polícia Civil de Sergipe, do município de Campo do Brito, que foi quem conduziu as investigações.

De acordo com a delegada, indícios apontam que a substância aplicada nos idosos era água ou mesmo soro fisiológico, já que até o momento não houve nenhum tipo de reação nos idosos. Cerca de cinco idosos foram vacinados.

O falso médico cursou três períodos de enfermagem. Djalma Santos Alves é suspeito de aplicar esse tipo de golpe no município sergipano de Macambira e responderá por estelionato e exercício ilegal da medicina. As informações iniciais apontam que Djalma teria fugido de Sergipe para São Paulo e, na sequência, foi para Goiás. O suspeito encontra-se no Presídio de Trindade-GO à disposição da Justiça, onde já foi solicitada a transferência para Campo do Brito-SE, onde ele prestará novos esclarecimentos à polícia.