Em entrevista ao radialista Narcizo Machado, do Jornal da Fan na manhã desta segunda-feira, 25, o senador Alessandro Vieira (Cidadania) afirmou que a hibernação da Fábrica de Fertilizantes da Petrobras (Fafen) foi tratada de forma eleitoreira no final do ano passado. Segundo ele, a Petrobras nunca demonstrou interesse em desistir da suspensão das atividades ligadas à produção de fertilizantes em Sergipe.

“O que houve foi o prolongamento do prazo para início da hibernação, mas a estatal sempre deixou claro que não há interesse em continuar com a produção de fertilizantes em Sergipe, embora entenda que a manutenção das atividades é indispensável para manter o desenvolvimento da região onde a Fafen está instalada”, informou.

Diante disto, segundo o parlamentar, a Petrobras, tem demonstrado empenho para o arrendamento da fábrica, ou seja, aluguel do prédio, desta forma, a produção de fertilizantes será feita por uma empresa particular.

“Cobramos que a presidência da estatal aponte o que é necessário para que as atividades na Fafen sejam retomadas e a região retome seu desenvolvimento econômico. A Petrobras já deixou claro que a Fábrica é economicamente viável para Sergipe.

O senador, Alessandro Veira, o Governador Belivaldo Chagas (PSD), o ex-governador Albano Franco e outras lideranças políticas participaram de uma reunião na semana passada na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro. Um novo encontro está marcado para o final do mês de abril.

Entenda o caso 

Em março de 2018, a Petrobras anunciou a decisão de encerrar as atividades das fábricas de fertilizantes, alegando prejuízos na operação e planos de vender ativos do setor. Mas em outubro passado, após um decisão da justiça, a petrolífera decidiu postergar para 31 de janeiro de 2019 a hibernação das fábricas de fertilizantes de Sergipe e Bahia.

Cidadania

Sobre a nova Sigla a qual o senador é integrante, ele informou durante a entrevista que o Cidadania (antigo PPS) fará eleições para novas diretorias municipais e ainda para estadual. ‘A proposta é fortalecer a sigla e trabalhar pelo que de fato é de interesse do povo”, afirmou.

Reforma da Previdência

Alessandro Vieira informou que sua equipe está analisando os textos da propostas e que audiências públicas devem acontecer em Sergipe para debater o assunto. “Um tema sério como este precisa ser discutido a exaustão, e assim faremos”, garantiu.