O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi autorizado a ir ao velório do neto Arthur Lula da Silva, de 7 anos. Arthur  morreu nesta sexta-feira (1º), às 12h11, vítima de meningite meningocócica, no Hospital Bartira, em Santo André, no ABC Paulista, cinco horas após dar entrada no hospital com um quadro instável.

O processo para liberar Lula correu em sigilo, após um acordo feito pela defesa e o judiciário de que o trajeto e horário do comparecimento de Lula ao velório e sepultamento do neto seriam mantidos em absoluto segredo de Justiça.

O velório será no Cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo (SP). A Cremação será às 12h deste sábado. O cemitério é o mesmo onde dona Marisa foi enterrada.

Lula segue para São Paulo em aeronave cedida pelo governo do Paraná a pedido da Polícia Federal.

Arthur esteve duas vezes com o avô na sede da PF, onde Lula está preso. Foto: uol

O menino era filho do publicitário Sandro Luís, filho do meio de Lula. A família morava com o ex-presidente desde a morte de dona Marisa e nas redes sociais de Lula era comum ver fotos com o neto. Desde que o ex-presidente foi preso, em abril do ano passado, Arthur foi pelo menos duas vezes visitar o avô.