“É hora de discutirmos o futuro do país”, foi com esta declaração que o vereador de Aracaju, Elber Batalha, justificou o pedido de unificação do PSB com outros partidos de esquerda. O parlamentar foi entrevistado pelo radialista Narcizo Machado na manhã desta quinta-feira, 28, durante o Jornal da Fan.

Elber destacou que as atuais reformas propostas pelo Governo Federal, entre elas, a da Previdência, são necessárias, mas não nos modelos colocados pela atual gestão. “Os partidos de esquerda precisam se alinhar nesta luta. Não é alinhamento eleitoral, por indicações, mas por ideologia. Tem que vir das práticas e dos votos, que esses partidos darão nos parlamentos em favor do povo”, pontuou.

A afirmação do vereador pode sinalizar uma reunificação PT-PSB em Sergipe, ele foi questionado quanto a isso, mas informou que apesar de já ter conversado com o vice-presidente nacional do partido, Márcio Macedo (PT), não houve nenhum avanço no diálogo até o momento.

Elber Batalha preferiu não detalhar quais partidos tem tendência maior para o alinhamento, mas reforçou que a união só será feita se houver semelhanças na prática politica. “Edvaldo é do PC do B, um partido de esquerda, mas massacra o servidor público, não paga horas extras, corta o ponto de trabalhadores em greve legítima. Portanto não posso classificá-lo como um cidadão de esquerda, apesar de fazer parte de um partido que defenda esta ideologia. Digo isso, com todo respeito a história do partido”, destacou.