Com o anúncio das datas de realização do Forró Caju 2018, o setor hoteleiro sergipano já comemora a expectativa de crescimento na taxa de ocupação dos hotéis de Aracaju. O evento é a maior festa junina do estado e costumava ser realizado entre 15 e 20 dias, este ano serão apenas seis, 22, 23, 24, 28, 29 e 30 de junho, mas isso não desanima os empresários. No ano passado é que a situação não foi nada animadora, já que o evento não aconteceu, por conta de dificuldades financeiras apresentadas pela Prefeitura de Aracaju.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Sergipe (ABIH), Antônio Carlos Franco, disse que com a divulgação das datas, os hotéis e agências já podem vender seus pacotes para o período. “No ano passado, tivemos vários cancelamentos de reserva, porque muita gente ficou aguardando a divulgação da festa que de fato não aconteceu. Com a divulgação das datas, acreditamos que se a festa for bem divulgada, teremos uma taxa de ocupação de cerca de 80% nas semanas que acontecem as festas de São João e São Pedro”, explicou.

Apesar do setor hoteleiro apresentar essa expectativa positiva, o presidente da ABIH-SE, lamentou a demora na divulgação das datas de realização do Forró Caju. “O brasileiro hoje viaja com planejamento e antencedência. Destinos como Maceió, Campina Grande e Caruaru, já divulgaram programação há bastante tempo e por isso acabam saindo na nossa frente”, destacou.

Antônio Carlos Franco, cobrou a divulgação das datas do Arraiá do Povo, festa que acontece na Orla da Atalaia, e que mantém a tradição do forró pé de serra. “Com a divulgação da festa na orla, poderemos atrair ainda mais turistas para nossa capital, já que grande parte dos hotéis de Aracaju ficam na orla”, pontuou.