A polêmica apresentação dos dados financeiros do Governo do Estado feita nessa quarta-feira, 21, pelo governador Belivaldo Chagas (PSB) tem gerado muita repercussão. Em entrevista na manhã desta quinta-feira, 21, ao Jornal da Fan, o economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos de Sergipe (Dieese), Luis Moura, informou que fará um estudo sobre os números apresentados.

Moura disse que o Dieese atende a vários sindicatos que são diretamente impactados pela situação financeira do Governo. Inicialmente o economista já adiantou que fala do governador apontando um déficit de R$ 10 milhões, é uma expectativa bastante pessimista. “A receita do estado passou po uma leve recuperação, mas paralelo a isso temos a crescente folha dos servidores inativos e a quase estagnação da folha dos ativos, ou seja, as pessoas estão se aposentado e ninguém está entrando para substituí-las. Este é só um dos pontos que agrava a crise financeira do estado”, explicou.

Moura ainda disse que apesar do cenário negativo, é possível adotar medidas que tragam a recuperação financeira do Governo. “Independente das medidas adotadas, o diálogo jamais deve ser deixado de lado, como fez o governador na Assembleia Legislativa, ao apresentar os dados e se recusar a ouvir os deputados. Este não é o Belivaldo que eu conheci como parlamentar”, finalizou.