Um fenômeno na linha do horizonte surgido no final da tarde da terça-feira, 14, chamou a atenção de sergipanos de várias regiões do Estado e intrigou quem olhou para o espetáculo da natureza. O Fan F1 buscou respostas com o professor e coordenador do Planetário do CCteca Galileu Galilei, o astrônomo Augusto Almeida.

“É um fenômeno de dispersão de luz causada por uma nuvem densa que está na frente do sol, impedindo que os raios solares ultrapassem. Ou seja, a faixa, é a sombra da nuvem projetada na atmosfera”, explicou o professor.

Ele disse que, apesar de não ser um fenômeno comum, tem algumas imagens como essas que foram captadas no planetário, e que pode ocorrer e ser visto em qualquer dia e época do ano “desde que esteja em posição favorável”, ressaltou.

Almeida afirmou que o fenômeno registrado ontem nada tem a ver com Aurora Austral, conforme dito em algumas redes sociais. “A Aurora Austral seria uma imagem verde ou avermelhada. Além disso, estamos muito próximos à Linha do Equador, o que seria muito raro ocorrer nessa proximidade à Linha Equatoriana. Aurora Austral nas proximidades do Pólo Sul de quando próximo ao Pólo Norte, chamamos de Aurora Boreal”, esclareceu.

Veja o vídeo do fenômeno que circula nas redes sociais: