Com a anulação de duas questões da prova objetiva do concurso público para soldado da Policia Militar (87 e 88), a comissão do concurso decidiu fazer uma reclassificação dos 69.281 que fizeram a prova. A decisão foi tomada hoje, 20, em reunião com a presença do secretário de Planejamento Orçamento e Gestão (Seplag), Rosman Pereira.

O concurso para soldado da PM foi realizado no dia 1º de julho deste ano e as duas questões foram anuladas por ordem judicial. Segundo Rosman Pereira, de acordo com nova decisão judicial na última sexta-feira, 17, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), responsável pelas provas do concurso, já está fazendo a reclassificação dos candidatos.

O secretário ressaltou que ainda hoje será publicada no site do IBFC e da Seplag a lista com os 1.500 reclassificados para a realização da segunda fase do concurso, que é o Teste de Aptidão Física (TAF).

Na próxima quarta-feira, 23, no Diário Oficial do Estado, será publicada a nova data da realização do Teste de Aptidão Física (TAF), que estava marcado para iniciar nesta segunda-feira e prosseguir até essa quarta-feira. Os classificados para a segunda fase do concurso serão notificados por e-mail da nova data do TAF.

Com a decisão judicial todos os candidatos que acertaram as duas questões permanecerão com quatro pontos e os que erraram ganharão quatro pontos. Até  decisão final, o Estado vai cumprir normalmente a liminar concedida pelo juízo da Comarca de São Cristóvão.