Dirigentes do Sindipema, em ato de paralisação de 24 horas nesta terça-feira, 24, foram recebidos hoje pela manhã pelos secretários municipais do Planejamento, Orçamento e Gestão, da Educação e de Governo, Augusto Fábio Oliveira, da Educação, Maria Cecília Leite e do Governo, Renato Telles.

Representantes do Sindicato dos Profissionais do Ensino do Município de Aracaju (Sindipema) realizaram um ato em frente ao Centro Administrativo Aloísio Campos para reivindicar reajuste salarial.

O secretário Augusto Fábio disse que a análise do comportamento das receitas do primeiro quadrimestre de 2018 é o que definirá os estudos relacionados aos pleitos de todas as categorias funcionais da administração municipal.

“Entendemos a ansiedade desta e das demais categorias profissionais que clamam por reajuste. Mas, nosso papel, conforme determinação do prefeito Edvaldo Nogueira, tem sido atuar de forma técnica e responsável para não penalizar os próprios servidores lá na frente, desorganizando as finanças municipais e atrasando salários”.

Já a secretária Cecília Leite disse que na próxima semana uma comissão específica se reunirá para abordar pontos específicos em unidades escolares apresentados pelo Sindipema. “Vamos dar prosseguimento a algumas tratativas que já desenvolvíamos de forma sincronizada com o sindicato, buscando os resultados positivos para o desempenho dos alunos e servidores nas unidades”, assegurou.

Para o presidente do Sindipema, Adelmo Meneses, o encontro foi produtivo pois sinalizou para o atendimento dos pleitos apresentados pela categoria. “Fizemos um ato e fomos chamados pela comissão que trata do reajuste e avançamos em alguns encaminhamentos. Na próxima semana, a secretária da Educação informará também qual será o novo encontro onde trataremos do reajuste salarial”, afirmou o presidente.