O município de Estância deverá ganhar o curso de Medicina no segundo semestre de 2019. Nessa quarta-feira, 12, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) o resultado preliminar da Instituição de Educação Superior selecionada para implantação e financiamento do curso de Medicina na cidade distante a 70 km da capital sergipana. Cinco instituições participaram da chamada pública de municípios do Edital nº 2, de 7 de dezembro de 2017, SERES/MEC para Implantação e Funcionamento de Curso de Graduação em Medicina por Instituição de Educação Superior Privada). A classificada foi a Sociedade de Educação Tiradentes S/S Ltda. O resultado publicado ainda é parcial, havendo tempo destinado a recursos, por isso, o final está previsto para 28 de dezembro de 2018.

A instalação do curso de Medicina foi direcionada aos municípios que atenderam os critérios de relevância e necessidade social da oferta de cursos de Medicina, segundo o Ministério da Saúde. Entre os requisitos, não ser capital, não possuir cursos de Medicina em seu território e estar a mais de 50km de distância do curso de Medicina mais próximo. Ao todo, 29 municípios das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste foram contemplados, sendo que Estância foi a única cidade de Sergipe contemplada.

“Com a vinda do curso de Medicina, Estância se tornará uma cidade universitária, pois, certamente, virão outros cursos da área da saúde. Tudo isso gerará renda para a nossa população e melhoramento das ações na assistência à saúde”, disse o prefeito Gilson Andrade.

Ele informou que, em dezembro passado foi a Brasília e esteve em audiência com o ministro da Educação, Mendonça Filho, acompanhado pelo deputado federal André Moura (PTC-SE). O parlamentar fez a indicação de Estância para receber uma das unidades integradas ao programa “Mais Médicos”, que atua também na formação de profissionais através da criação de novos cursos de graduação em medicina.

Projeto pedagógico – Segundo a Universidade Tiradentes o curso terá uma proposta pedagógica baseada no Problem-Basead Learning  (Aprendizagem Baseada em Problemas), em que os alunos já clocam em prática o que aprendem desde o primeiro dia de aula. De acordo com o superintendente acadêmico do Grupo Tiradentes, Temisson José dos Santos, essa proposta é inovadora e atual.

Com informações Ascom Estância e Unit