“Por conta de um desejo imenso de ser grato eu acabei pecando”. Essa foi a justificativa dada pelo Secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, para a polêmica inauguração do Centro de Nefrologia do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE). Segundo Almeida o governador Jackson Barreto (MDB) e o então vice-governador Belivaldo Chagas (PSD) não sabiam de nada.

“Ele me convidou para ser seu secretário e estava prestes a sair do cargo. Achei que seria justo que ele participasse da inauguração do novo Centro de Nefrologia, já que ele estava no HUSE para inauguração da nova unidade de radioterapia, achei que não haveria problemas. Quis aproveitar a oportunidade. Diante de toda polêmica causada, eu peço desculpas”, falou Almeida Lima.

Na última terça-feira, 17, o centro entrou de fato em funcionamento.

Entenda o Caso

Centro de Nefrologia um dia após a inauguração/ Foto: TCE

O novo Centro de Nefrologia do HUSE foi inaugurado no dia no 05 de abril, mas um dia depois da inauguração, todo o aparato montado foi retirado para ajustes complementares na infraestrutura do local e ainda a instalação de aparelhos de ar condicionado. A medida causou muita polêmica e revolta do pacientes renais crônicos que seriam atendidos pela unidade, já que acreditavam que após a inauguração já recebendo as sessões de hemodiálise no local.