Já estão em Sergipe os cinco bombeiros militares e os quatro cães farejadores que estavam em Brumadinho (MG) trabalhando no resgate de corpos das vítimas do rompimento da barragem da Vale que hoje, 25, completa um mês. Os militares embarcaram no dia 7 de fevereiro e encontraram seis corpos e 34 partes de corpos.

Hoje pela manhã, a equipe comandada pelo capitão Alisson deu entrevista coletiva no Quartel do Comando-Geral do Corpo de Bombeiros, falou sobre a missão que terminou na quinta-feira, 21.

Quatro cães farejadores de Sergipe foram junto. Foto: CBM-SE

Segundo o capitão, a equipe teve que enfrentar dificuldades do terreno, mas contou com a ajuda dos demais bombeiros militares de outros estados e de Minas Gerais. O trabalho dos cães farejadores , que sentem o cheiro de restos mortais até 15 metros de profundidade, também foi fundamental.

Os bombeiros sergipanos saíram de Minas Gerais saíram de Brumadinho no dia 21 na viatura do Corpo de Bombeiros e seguiram viagem em direção a Sergipe onde chegaram na sexta-feira, 22.

Um mês – Os últimos números do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais mostram que são 134 desaparecidos e 179 mortos.

A barragem, localizada a 57 quilômetros de Belo Horizonte, rompeu-se por volta das 12h20, de sexta-feira, 25 de janeiro.