O jornalista Ricardo Boechat retornava de uma palestra na cidade de Campinas, quando o helicóptero que o trazia na rodovia Anhanguera, em São Paulo (SP), hoje de manhã, 11, se chocou contra um caminhão e pegou fogo. Os corpos dele e o do piloto foram encontrados carbonizados. Boechat foi fazer uma palestra sobre ética em uma convenção para funcionários da Libbs, indústria farmacêutica. O evento aconteceu no Hotel Royal Palm Plaza. Ele chegou ao local 10h e saiu por volta das 11h40, após posar para fotos com organizadores e patrocinadores.

Segundo participantes do evento ouvidos pelo Notícias da TV Uol, ele estava tranquilo e provocador. Fez analogias com muita inteligência e até brincou com o fato de estar careca há anos.

Na plateia havia 2.700 pessoas. As atividades da convenção da empresa Libbs Farmacêutica foram canceladas após a notícia da queda do helicóptero de Boechat. A programação seria encerrada com um show da dupla Chitãozinho e Xororó.

O jornalista de 66 anos morreu no retorno do evento em um acidente na rodovia Anhanguera. Ele estava em um helicóptero que se chocou contra um caminhão na altura do quilômetro 7 do viaduto do Rodoanel, próximo ao pedágio Jabaquara, na zona Oeste de São Paulo.

Helicóptero que o jornalista estava. Foto: Uol