“Agora, já podemos dizer que Aracaju terá, sim, nosso Rasgadinho”, afirmou o organizador do Rasgadinho, Robson Viana, após deixar reunião com o prefeito de Aracaju Edvaldo Nogueira na manhã desta quinta-feira, 14 de fevereiro, na sede da prefeitura. No encontro, o prefeito assegurou apoio logístico para a edição 2019 do Festival Brasileiro de Ritmos – Rasgadinho, que acontece de 2 a 5 de março. O evento carnavalesco mais tradicional da capital sergipana acontecerá sem shows, apenas com cortejos.

Prefeito Edvaldo garante o apoio a Robson Viana. Foto: Ana Lícia/PMA

“Robson resolveu realizar o Rasgadinho este ano e eu fico muito feliz porque é uma tradição da nossa cidade que se mantém. Assim como fizemos nos outros anos, a Prefeitura vai trabalhar para a segurança dos foliões, com a Guarda  Municipal e a SMTT, vai disponibilizar banheiros químicos e vai, também, garantir a limpeza de todas as ruas que farão parte do percurso para que o Rasgadinho aconteça da melhor forma. É uma festa tradicional, que começou com a gente e que fará a alegria dos aracajuanos e turistas, mais uma vez”, destacou Edvaldo.

Para Robson Viana, o apoio da Prefeitura na edição deste ano é fundamental. “Sem essa logística a gente não consegue fazer o Rasgadinho. O prefeito Edvaldo Nogueira sempre apoiou o Carnaval, é um folião do Rasgadinho desde o início, que cantou muito nos trios, então acho importante essa parceria que hoje firmamos, mais uma vez”, disse o organizador e criador da festa.

Mudanças – Durante a reunião, Robson também antecipou que em 2019 a programação da festa passará por mudanças. “Não teremos os palcos  distribuídos nas avenidas Pedro Calazans e Barão de Maruim. A programação contará com os cortejos, a partir de sábado até a terça- feira de Carnaval. O trajeto também será modificado. Voltaremos com o percurso inicial, pela rua de Estância, passando pela Gararu até a Edézio Vieira de Lima e voltando pela  avenida Hermes Fontes”, detalhou o organizador.

Ameaçada – A festa estava envolta sob um mistério de não acontecer, diante do silêncio dos organizadores. O Fan F1 vinha tentando falar com os organizadores sem sucesso para esclarecer o silêncio acerca da festa que só foi rompido nesta quinta-feira.

Com informações PMA