Neste sábado, 30, acontece mais uma edição da “Hora do Planeta”, movimento voluntário de sensibilização para as questões de mudanças climáticas e seu impacto na biodiversidade e na vida das pessoas.

Ele é conhecida por aquele momento em que pessoas, cidades e empresas são convidadas a demonstrar sua preocupação com a questão ambiental  por meio de um ato simples: apagar as luzes por uma hora.

Mais uma vez Aracaju adere ao evento mundial e marca presença no ato em defesa do meio ambiente, instituições, empresas, órgãos públicos e cidadãos vão participar com a realização de ações diversas. Os dois shoppings da capital vão apagar as luzes de suas fachadas e os monitores de TV das praças de alimentação e durante o dia toda farão a troca de óleo de cozinha saturado por lanternas ecológicas.

A noite a partir das 18h à Secretaria de Meio Ambiente de Aracaju (SEMA), vai distribuir no calçadão da Praia Formosa óculos de realidade virtual para as pessoas. A ideia é mostrar através da tecnologia, um pouco da realidade dos oceanos, da nossa biodiversidade e as consequências da degradação ambiental. Além disso, será feito por meio da tecnologia uma simulação do aquecimento global. E às 20h30 as luzes do calçadão serão apagadas por 60 minutos.
Já o presidente da ADEMA, órgão ambiental do estado anunciou, após adesão a Hora do Planeta, que o evento fará parte do calendário de atividades da instituição. Todas as luzes serão apagadas e todos os colaboradores órgão se engajaram ao movimento global.

Além da participação durante o ato, ambientalistas alertam que é importante que todas as pessoas adotem hábitos para salvar o planeta e proteger o meio ambiente, a exemplo da redução do plástico, a reciclagem do lixo, a economia de água, evitar desperdício de alimentos, não jogar lixo na rua, nem nos esgotos e praias, não descartar óleo no ralo da pia, e muitos outros que afetam o meio ambiente.